Rosemary Arruda

Tão profundo quanto meu próprio eu!

Textos

VOCÊ NO OUTRO
"Se levarmos em consideração de que somos feitos de uma mesma célula, a de Adão, e se conseguirmos entender a magnitude disso tudo, saberemos que eu sou você e que você pode ser qualquer pessoa desse mundo, desde os maiores intelectuais e personalidades até mesmo os presidiários e moradores de rua. Se parte de você está diante dos seus olhos numa situação vexatória, o que faz por você mesmo? Se vê como invisível? Faça sua parte, torne o invisível visível, pois estará fazendo bem a você mesmo e a cada parte de você dentro do outro."

Reflexões deveriam servir de espelho para cada ser humano.  "Você no outro". Se conseguir entender não quem você é, mas sim o que você é talvez o mundo fosse feito de mais respeito e humanidade.
Rosemary Arruda
Enviado por Rosemary Arruda em 02/08/2019
Alterado em 02/08/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras