Rosemary Arruda

Tão profundo quanto meu próprio eu!

Textos

VOCÊ TEM ESTILO PRÓPRIO? SURPREENDA-SE!
Gestos, posição corporal, expressão facial, tom de voz, o modo de andar, o perfume que exala e a roupa que usa mostram o estado de espírito e a personalidade de uma pessoa. É interessante e muitas vezes surpreendente, mas nos deparamos diariamente com pessoas despojadas e com estilo próprio. Costumo dizer que não é para todos e sim somente para aqueles que têm segurança e personalidade próprias. Pessoas desse tipo se tornam especiais, pois não se importam pelos ditames da sociedade e o que vão ou não dizer e por si só são muito mais felizes e sabem viver!

A sabedoria popular julga segundo as aparências e há sempre aquela famosa frase ”a primeira aparência é a que fica e você nunca terá uma segunda chance”, ou seja, te julgam pelo seu linguajar, pelo seu falar, por suas características físicas e nunca pela sua essência!

Um grande empresário do país Antonio Ermírio de Moraes se vestia de maneira despojada, com o colarinho desbotado, gravata torta, terno amarrotado e sapatos folgados, nunca deu importância sobre o que pensavam a seu respeito e muitas vezes calçava sapatos de pares diferentes. Cômico? Não! Principalmente porque se tratava de uma figura muito importante, respeitada e afortunada do País. Ele tinha identidade própria, pouco se importava com comentários maldosos de quem jamais teria esse tipo de atitude e coragem. Seu modo simples de se vestir, modesto e sem nenhuma afetação trazia a figura de um afortunado empresário que o país já teve.

O caráter de um homem é a base verdadeira de sua personalidade atraente, contagiante e influenciadora e não é a roupa da moda, de costura fina de alfaiates renomados e consagrados estilistas que nos conduzirá aos bons costumes e hábitos. Não é a roupa que faz a pessoa, e sim sua personalidade que pode ser percebida pelo seu modo de vestir.

Pessoas providas de cobiça, inveja, ódio, avareza, egoísmo e tantos sentimentos menores são as que mais julgam e encontram dificuldades de atrair pessoas e construir amizades verdadeiras, pois possuem uma vida limitada, constroem uma vida baseada na sociedade, com preocupação extrema do que podem pensar sobre elas e vivem em função da cobrança da sociedade e consequentemente se tornam pessoas amargas e inseguras. Muitas escondem sua face atrás de óculos escuros de famosas marcas, de um terno chamativo, usam máscaras o tempo todo, talvez uma forma de mascarar seus próprios fracassos.

Há lideres que falam alto, gesticulam o tempo todo ou inibem as pessoas com olhares fixos e aparência fechada. Será ele essa raposa toda que aparenta? Claro que não! Ele está se escondendo atrás do poder que tem em mãos. Está tão inseguro que seu rubor facial diz muito sobre si e é perfeitamente perceptível pelas roupas extremamente desconfortáveis. Por que não ser despojado? Sim, a sociedade cobra muito, mas os verdadeiros valores não estão na forma como uma pessoa se veste, e a roupa não é a formadora do caráter. É questão de berço, de aceitação e de felicidade num lar.

O que a Bíblia nos ensina sobre isso: "Não te deixes impressionar pelo seu belo aspecto, nem pela sua alta estatura, porque eu o rejeitei. O que o homem vê não é o que importa: o homem vê a face, mas o Senhor olha o coração" (I Samuel 16,7). A Bíblia diz que não devemos julgar pela aparência porque a aparência engana, vemos apenas o exterior e o que está diante dos olhos. As pessoas são muito mais que comida, bebida ou vestimentas. Beleza física não significa simpatia; inteligência e educação não significam sabedoria. Deus nos vê como realmente somos e não importa como nos vestimos.

As pessoas despojadas de um modo geral se vestem com decência e elegância, são chamativas não pela aparência, mas pela simplicidade de espírito e pela luz que irradia pelo seu modo de viver. São muito inteligentes, embora sejam julgadas pelo seu modo de vestir e muitas pessoas têm receio de uma aproximação, pois são discriminadas o tempo todo.

Sabem que a vida é extremamente curta e que temos os dias contados, por isso, aproveitam cada minuto dela. E você a que grupo pertence?
Tente uma aproximação e se surpreenderá com o modo de ser de pessoas despojadas!

A vida vai muito além das aparências e o que importa é você ser o que é, não no que os outros tentam te transformar. Pense nisso!

Rosemary Arruda
Enviado por Rosemary Arruda em 01/08/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras